segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Assunção de Maria

        Resultado de imagem para assunção de maria


“A MÃE DE JESUS INTERCEDE POR NÓS NA GLÓRIA DOS CÉUS”.

A Igreja sempre alimentou uma grande devoção a mãe de Jesus. Por Jesus ser o Filho de Deus nós passamos a ser filhos de Maria. A devoção a Nossa Senhora nos traz uma grande alegria e segurança em nossa caminhada cristã. No próximo domingo celebramos a festa da Assunção de Maria. O Papa Pio XII (01 de novembro de 1950) declarou oficialmente que Maria foi glorificada por Deus, está no paraíso e intercede por todos nós. Ela foi “elevada” ao céu por Deus pelo imenso merecimento que teve em aceitar a grande missão de ser a mãe do Salvador.

Resultado de imagem para assunção de maria

A devoção a Nossa Senhora é parte integrante da vida dos cristãos desde o início da sua história pela importância do fenômeno da Encarnação do Verbo. Ela aceitou livremente em ser a “mãe do Salvador”.
Maria recebeu e recebe muitos títulos no decorrer da história da humanidade. Eles nascem conforme as necessidades concretas que surgem na caminhada rumo ao Pai. Se recorrermos às nossas mães em nossas dificuldades, é justo recorrermos a mãe de Jesus que é nossa mãe comum que intercede junto a Deus por nós. Ela é muito atenciosa as nossas necessidades.
Dentro do mês vocacional celebramos também o dia dos consagrados (religiosos). O religioso procura dar testemunho de Jesus através de seu carisma e de sua entrega a Deus pela alegria que brota de seu gesto de solidariedade na sua consagração.

Resultado de imagem para assunção de maria

EVANGELHO (Lc 01, 39-56):
Naqueles dias, Maria partiu para a região montanhosa, dirigindo-se, apressadamente, a uma cidade da Judéia. Entrou na casa de Zacarias e cumprimentou Isabel. Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança pulou no seu ventre e Isabel ficou cheia do Espírito Santo. Com um grande grito, exclamou: “Bendita és tu entre as mulheres e bendito o fruto de teu ventre! Como posso merecer que a mãe de meu Senhor me venha visitar? Logo que a saudação chegou aos meus ouvidos, a criança pulou de alegria no meu ventre. Bem aventurada aquela que acreditou, porque será cumprido o que o Senhor lhe prometeu”. Então Maria disse: “A minha alma engrandece o Senhor, e meu espírito exulta em Deus, meu salvador, porque olhou para a humanidade de sua serva. Doravante todas as gerações me chamarão bem aventurada, porque o todo poderoso fez grandes coisas em meu favor. 

Resultado de imagem para maria visita a isabel

O seu nome é santo, e sua misericórdia se estende, de geração em geração, a todos os que o respeitam. Ele mostrou a força de seu braço: dispersou os soberbos de coração. Derrubou do trono os poderosos e elevou os humildes. Encheu de bens os famintos, e despediu os ricos de mãos vazias. Socorreu Israel, seu servo, lembrando-se de sua misericórdia, conforme prometera aos nossos pais, em favor de Abraão e de sua descendência para sempre”. Maria ficou três meses com Isabel; depois voltou para casa.

“Bendita és tu entre as mulheres e bendito o fruto de teu ventre!”

A devoção a nossa Senhora inicia no fato misterioso da Anunciação do anjo e da Encarnação do Verbo no momento em que ela aceita ser a mãe do Salvador. Temos dois grandes mistérios: a escolha de Deus feita a ela e sua aceitação. Deus faz a Maria uma proposta de envergadura gigantesca. Maria é convidada a ser a mãe do Messias, do Cristo, enviado do Pai para salvar a humanidade. É muito difícil saber exatamente o que se passou no coração de Maria neste momento. É um mistério que vai acompanhar a história do cristianismo até o final dos tempos. Quando Maria aceitou ser a mãe de Jesus, ela aceitou a tarefa árdua de auxiliar Deus no plano de salvação de toda a humanidade.

Resultado de imagem para maria e o anjo

A “Anunciação” e a “Encarnação” só foram possíveis pela grande humildade e obediência de Maria. Ela abandonou seu plano pessoal para aceitar o plano de Deus. Este fato só poderia ter acontecido em um ambiente de profunda comunicação (oração) com o Senhor. Como aconteceu várias vezes com os grandes heróis do Antigo Testamento, poderíamos tirar de Maria estes dois grandes exemplos: quem reza obedece e se esquece de si mesmo para realizar em sua vida o que Deus determina. A oração está ligada a capacidade de despojamento. A paz que almejamos em nossa vida só é possível quando obedecemos a Deus.
O dogma da Assunção dá uma qualidade especial à missão de Maria. Poderíamos dizer que é consequência da Anunciação e Encarnação. Por seus imensos merecimentos Maria é elevada ao Céu. Ela não irá passar pelo processo de glorificação comum como nós. Ela recebe, de imediato, a graça da ressurreição como merecimento por ter aceitado ser a mãe do Salvador.
Deus “deseja” profundamente que as pessoas participem de sua felicidade. Ele não se conforma com a incapacidade de correspondência ao seu amor da parte da pessoa e por isto vai de encontro a sua fraqueza para salvá-lo. Maria faz parte deste desejo através do mistério da Encarnação do Verbo. Ela se torna instrumento essencial no plano de Deus. Na recuperação do homem perdido pelo pecado. Por Eva a humanidade cai na divisão do pecado e pelo sim solidário e livre de Maria o homem se une novamente ao seu Criador. Pelo sim de Maria nos é restituída à capacidade de dizermos sim a Deus.
Na atitude de Maria ir ao encontro de sua prima Isabel, percebemos uma forte disponibilidade e solidariedade na alegria. Esta é a característica dos que servem a Deus. Quando procuramos à concretização da vontade de nosso Criador somos “desacomodados”. Saímos de nós mesmos e vamos ao encontro de Deus, de nós mesmos e de nossos irmãos. Este é o segredo da verdadeira felicidade: vencer nosso egoísmo e sermos solidários.

Resultado de imagem para assunção de maria

A maioria das pessoas de hoje são infelizes porque não se conhecem em profundidade. Erram em suas opções. A competição econômica reinante em nosso mundo é como o aguilhão do escorpião que se volta contra ele mesmo quando se sente encurralado. Estamos sofrendo os efeitos do egoísmo, mas infelizmente não queremos sair desta situação. O tempo não é bem administrado em relação ao que faz a pessoa realmente feliz. Somos manipulados a ficarmos na mesmice do relativismo implantado pela grande mídia.
A graça de Deus é capaz de fazer que nos valorizemos no sentido pleno da palavra. O canto do “magnificat” de Maria não é um canto de auto-suficiência de sua pessoa. É a realidade que cobre aqueles que se sentem verdadeiros servos de Deus. Através da humildade vamos nos transformando no que o Senhor projetou para nós.
Maria está no céu gloriosa. Certamente muito preocupada com a nossa salvação. Ela realmente se considera nossa mãe pelo próprio mandato de Cristo nos últimos momentos em que estava na cruz entregando sua vida para nos salvar. Vamos sempre recorrer a Maria em todos os momentos de nossa vida e sempre estaremos fazendo o que seu Filho nos pede.


Resultado de imagem para assunção de maria

“Querida mãe do Céu. Olhe para vossos filhos que caminham na instabilidade desta vida rumo ao Pai”.



segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Jesus anda sobre as águas

         
 Resultado de imagem para jesus anda sobre as águas

“QUANDO DESVIAMOS NOSSO OLHAR DE JESUS NOS AFOGAMOS EM NOSSO PRÓPRIO EGOÍSMO”.
O  mês de agosto  é  dedicado ao conhecimento e reflexão sobre o tema vocacional. A vocação é um chamado de Deus para sermos felizes servindo aos nossos semelhantes. Inicialmente fomos chamados à existência, depois ao batismo, quando nos consagramos a Deus. Finalmente escolhemos um estilo de vida que vai nos fazer felizes e irá nos transformar em instrumento de realização para os nossos irmãos. Para este fim podemos escolher a vocação sacerdotal, a vocação religiosa e de apóstolo leigo (casado ou solteiro). Neste domingo refletimos e rezamos sobre a vocação ao matrimônio que é um dos grandes desafios para todos os cristãos: formar boas famílias  independentes da filosofia egoísta do mundo atual.

Resultado de imagem para familia catolica

EVANGELHO (Mt 14, 22-33):
Depois da multiplicação dos pães, Jesus mandou que os discípulos entrassem na barca e seguissem, à sua frente, para o outro lado do mar, enquanto ele despediria as multidões. Depois de despedi-las, Jesus subiu ao monte, para orar a sós. A noite chegou, e Jesus continuava ali sozinho. A barca, porém, já longe da terra, era agitada pelas ondas, pois o vento era contrário. Pelas três horas da manhã, Jesus veio até os discípulos, andando sobre o mar. Quando os discípulos o avistaram andando sobre o mar, ficaram apavorados, e disseram: “É um fantasma”. E gritaram de medo. Jesus, porém, logo lhes disse: “Coragem! Sou eu. Não tenhais medo!” Então Pedro lhe disse: “Senhor, se és tu, manda-me ir ao teu encontro, caminhando sobre a água”. E Jesus respondeu: “Vem!” Pedro desceu da barca e começou a andar sobre a água, em direção a Jesus. Mas, quando sentiu o vento, ficou com medo e, começando a afundar, gritou: “Senhor, salva-me!” Jesus logo estendeu a mão, segurou Pedro, e lhe disse: “Homem fraco na fé, por que duvidaste?” Assim que subiram no barco, o vento se acalmou. Os que estavam no barco, prostraram-se diante dele, dizendo: “Verdadeiramente, tu és o Filho de Deus!”


Resultado de imagem para jesus anda sobre as águas

“Homem fraco na fé, por que duvidaste?”

Esta passagem do evangelho é de uma riqueza extraordinária para nós hoje. Tem muito a nos ensinar em relação a nossa entrega ao plano de amor do Criador. Em primeiro lugar percebemos o gesto de Jesus que manda seus discípulos seguirem adiante dele para que ele possa rezar. Não existe fé sem oração. Jamais poderemos saber o que Deus deseja de nós se não nos comunicamos com Ele. Jesus dá exemplo da importância da oração. Quando rezamos começamos a ter discernimento em relação à escolha sobre o bem e o mal. Na oração descobrimos a vontade de Deus e ao mesmo tempo nos fortalecemos para concretizá-la em nossa vida.

Resultado de imagem para jesus anda sobre as águas

Os discípulos já estavam bem afastados. Jesus vai ao encontro deles andando sobre as águas. Os sinais de Jesus também são um mistério para nós. Certamente que este gesto serviria de base para a fé dos discípulos. No futuro, em meio às dificuldades do seguimento. Para que eles não vacilassem, em meio aos desafios da futura vida que teriam que levar. O Senhor toma sempre a iniciativa. Ele nos ama e vem até nós. É o Pai misericordioso.
O alcance da fé dos discípulos não chega ainda à altura do acontecimento de Jesus andar sobre as águas. Eles têm medo. Muitas vezes se sentem fragilizados pela falta do Espírito Santo que no futuro dará força para enfrentarem a realidade e assumirem totalmente a pessoa de Jesus. O medo pode ser um dos maiores inimigos para seguirmos a Cristo. Numa fase inicial os seus discípulos sempre serão criticados e humilhados frente ao egoísmo da sociedade.
Pedro, o futuro chefe da Igreja, toma a iniciativa e aceita o desafio. Quer ir também. Andar nas águas com a segurança do mestre. Inicialmente, quando confia na presença de Jesus, consegue caminhar sobre as águas. 

Resultado de imagem para jesus anda sobre as águas

Quando começa a se entregar mais para a lógica humana do que divina se afoga. A perda do olhar do mestre, o medo e o desvio para as coisas externas fizeram que ele começasse a se afundar. Muitas vezes somos tomados de dúvidas porque queremos explicar as atitudes de Deus sem nos entregar para Ele. A barca pode representar a Igreja. Nunca devemos nos afastar dela se queremos alcançar a verdadeira felicidade.
Quando Jesus sobe no barco a tempestade é acalmada. A presença do Salvador muda a situação de domínio do pecado. Deus vai à busca do homem que sozinho não tem como se salvar sem o seu auxílio. Nunca poderemos entender quem é Deus se não formos solidários. Os mesmos homens que tiveram esta experiência maravilhosa terão que padecer a consequência de sua adesão ao plano de Deus. Será exigido deles o martírio, a total entrega à vontade de Deus. Duas realidades se unem: a imensa misericórdia do Senhor que se manifesta a nós e a missão como consequência imediata daqueles que aderem ao Reino.
A confiança no Senhor é fundamental para vencermos as diversas tempestades de nossa vida. Ele está no meio de nós e nunca nos abandonará.

Resultado de imagem para jesus anda sobre as águas

“Senhor Jesus venha em nosso auxílio quando somos medrosos e olhamos para o lado.”